Método Revolucionário Ensina

QUER SABER COMO EMAGRECI COMENDO?

Conheça o SEGREDO da ALIMENTAÇÃO FORTE

(E Saiba como Mudar o Seu Corpo em Apenas 30 DIAS)

Alimentação Saudável Viva Sem Doenças

Como Melhorar a Memória para Estudar (GUIA COMPLETO)

É possível melhorar a memória para estudar ou passar em provas? Sim! Existem cuidados de saúde e exercícios que ajudam a memorização e o raciocínio.

Saber disso é um alívio. Principalmente para quem já passou pela frustrante experiência de estudar muito para uma prova importante e, na hora H, sofrer com aquele branco!

Porém, antes de falarmos de qualquer técnica para melhorar a memória, vale a pena explicar como o cérebro funciona e armazena as informações.

Como Melhorar a MemóriaAfinal, o “branco” ou esquecimento repentino é uma queixa bastante comum nos adultos.

E mesmo dentre pessoas jovens e saudáveis, cerca de 40% já passaram por algum episódio desse tipo.

Confira a seguir o processo de fixação de lembranças no cérebro e veja como é possível melhorar a memória para os estudos, retendo aquilo que se aprendeu por mais tempo e com mais facilidade.

Como Funciona a Memória? Como Lembramos de Algo?

Como Funciona a Memória

A memória é uma das funções mais complexas e importantes do cérebro.

Ela é a base de qualquer aprendizado humano e, sem ela, sequer saberíamos quem somos, qual nosso nome, nosso rosto, nossa voz etc.

Não conseguiríamos aprender a falar, escrever, dirigir.

Enfim, a memória é armazenada em várias partes do cérebro e é acionada a todo instante, dependendo do que precisamos ou queremos realizar.

Agora, você concorda que a memória de um beijo apaixonado ou de um carinho de mãe é completamente diferente da lembrança da resposta de um problema de prova?

Isso ocorre porque temos diferentes tipos de memória, que se distinguem do ponto de vista temporal ou funcional.

Conheça os Diferentes Tipos de Memória

 Como Funciona a Memória

Do ponto de vista temporal, temos:

  • Memória imediata (sensorial) – é a primeira memória que desenvolvemos;

É como nossos 5 sentidos (audição, tato, paladar, visão e olfato) percebem o mundo.

  • Memória de curta duração (operacional ou de trabalho) – dura apenas alguns segundos ou minutos;

É como lembrar do lugar onde o carro foi estacionado ou do número de telefone que irá ser discado.

  • Memória de longo prazo (permanente) – dura dias, semanas ou anos;

Envolve o armazenamento de todo o conhecimento de uma pessoa. Para fins de estudo, a pessoa precisa melhorar a memória de longo prazo, consolidando o aprendizado via exercícios de fixação.

Como Funciona a Memória

Já do ponto de vista funcional, temos:

  • Memória de procedimentos (implícita) – usada para os hábitos e ações do cotidiano;

Também se refere a habilidades que adquirimos e se tornam automáticas na rotina diária. Exemplo: escovar os dentes, dirigir, falar, andar.

  • Memória declarativa (explícita) – é aquela que pode ser declarada por palavras, emoções e fatos;

Toda vez que lembramos da infância, que sentimos tristeza pela morte de alguém querido, que nos preparamos para uma entrevista de emprego ou respondemos às perguntas de uma prova; fazemos uso da memória declarativa.

Resumindo, nosso cérebro armazena lembranças de acordo com sua importância e necessidade de uso.

É por isso que estudar para uma prova, vestibular ou concurso pode ser tão difícil. Porque para aprender, precisamos acionar, desenvolver e melhorar a memória de longo prazo e a memória declarativa.

Ambas caminham juntas e se complementam.

Porém, o cérebro não quer aprender um novo conteúdo. Existe uma resistência, pois isso demanda gasto de energia e a criação de novas conexões neurais.

Por exemplo, você já percebeu o quanto estudar intensamente dá fome?

Isso ocorre porque o cérebro está desenvolvendo novas sinapses. Continue lendo este artigo para descobrir como treinar a memória para estudar.

Como Melhorar a Memória nos Estudos e Evitar “Brancos”

Como dizíamos, o cérebro faz uma seleção natural sobre a relevância do conteúdo que está aprendendo e, se considerar que é algo “inútil”, logo irá esquecer o que viu.

Para piorar essa pré-disposição do cérebro ao esquecimento, temos o nervosismo e a ansiedade do momento da prova. Daí surgem os “brancos”.

Não é à toa que os maiores aliados para melhorar a memória e evitar os “brancos” são os mesmos que promovem a boa saúde da mente e corpo.

Em outras palavras: uma alimentação equilibrada, noites de sono de 7 a 8 horas e atividade física regular.

Se você é daquelas pessoas que diz: “não consigo memorizar o que estudo”; provavelmente o seu problema é o estresse.

Saiba que ansiedade elevada provoca o aumento do cortisol (hormônio do estresse), que por sua vez, prejudica a memória de curto prazo e impede que a informação se consolide na memória permanente.

Então a dica para melhorar a memória e evitar bloqueios na hora da prova é: respire fundo e mantenha a calma.

Pode parecer óbvio, mas funciona. Ao mesmo tempo, prepare seu cérebro para os estudos. Procure fazer refeições com alimentos ricos em ômega 3 (aliados da memória e da boa saúde mental), faça exercícios e procure dormir bem.

Dicas para Melhorar a Memória e Ajudar o Aprendizado

 Como-Melhorar-a-Memória-Dicas

Para a maioria das pessoas, o inimigo número 1 da memória é a falta de foco e atenção.

Pense comigo, se o cérebro só armazena aquilo que considera importante, preciso dar a ele sinais corretos para que deseje reter aquele conteúdo.

Em outras palavras, só consigo melhorar a memória para estudar quando a informação é exposta ao cérebro na forma de estímulos interessantes, repetitivos e intensos.

Lembrando que o processo de aprendizado é individual, mas, para todos nós, envolve a consolidação do conteúdo na memória de longo prazo.

Como Melhorar a Memória e Evitar Brancos

Outra questão é a minha mente. É crucial estar com a mente descansada e em alerta.

Nesse ponto que entram as dicas para melhorar a memória e concentração.

  • Estude em um ambiente adequado. Sem barulho, sem interrupções e com boa iluminação.
  • Revise a matéria do dia. Aprenda a treinar a memória para estudar cada vez mais.
  • Deixe as distrações de lado. Checar mensagens no WhatsApp, Facebook, e-mails etc. só prejudicam sua atenção.
  • Faça uma coisa de cada vez e ponha de lado tudo aquilo que impede você de melhorar a memória e focar nos estudos.
  • Desenvolva o hábito de fazer suas próprias anotações. Não se limite a copiar a matéria da lousa, por exemplo.

Se possível, invista em um curso de memorização e raciocínio.

Esses programas trazem resultados muito bons para quem deseja ser aprovado em um concurso, prova ou vestibular.

Isso porque ensinam como melhorar a memória com diversos exercícios mentais e técnicas de concentração.

Vale a pena conferir.

melhorar a memória

JUNTE-SE A MAIS DE 8.000 PESSOAS
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do Saúde na Comida e com PRIORIDADE.
I agree to have my personal information transfered to AWeber ( more information )

Artigos Sugeridos

MÉDICO REVELA COMO EMAGRECER DEFINITIVAMENTE

SEM FOME, SEM REMÉDIOS e COM SAÚDE

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.