RECUPERE a SAÚDE

EMAGREÇA com 15 MINUTOS de TREINO em CASA

+ de 40 Mil Pessoas Já Conseguiram

Diabetes Controlada Dieta e Regime Viva Sem Doenças

10 Verdades, Mitos e Descobertas sobre o Adoçante

Existem duas variações distintas de adoçante. O natural, obtido a partir de plantas, frutas e outros alimentos e o artificial, produzido em laboratório. O adoçante foi inventado em 1879 nos Estados Unidos e desde então percorreu um longo caminho até se [...]

Existem duas variações distintas de adoçante. O natural, obtido a partir de plantas, frutas e outros alimentos e o artificial, produzido em laboratório.

O adoçante foi inventado em 1879 nos Estados Unidos e desde então percorreu um longo caminho até se popularizar no mundo e ganhar fãs entre os diabéticos, pessoas que buscam emagrecer, nutricionistas e médicos.

adoçante ou açucar

Mas como o adoçante pode ser tanto um aliado no combate a diversas doenças quanto inimigo da boa saúde, vamos explorar esse tema em mais detalhes.

Adoçante: Mocinho ou Bandido?

1. O adoçante artificial pode ser “agente facilitador” de doenças?

VERDADE – Aspartame, Sacarina, Acessulfame de Potássio e Sucralose possuem contraindicações. Veja o que estudos recentes provaram sobre cada um deles.

  • Aspartame – este famoso adoçante artificial está associado à doença de Parkinson e Azheimer. Também aumenta o risco de reações alérgicas, câncer no cérebro, linfomas e leucemias.
  • Sacarina – contraindicada para casos de pressão alta e doença renal. Este adoçante artificial está associado ao desenvolvimento de câncer de bexiga.
  • Acessulfame de Potássio – também é desaconselhável para pessoas hipertensas e com doença renal.
  • Sucralose – pesquisadores israelenses descobriram uma relação do adoçante artificial sucralose com o desenvolvimento da diabetes tipo 2.

2. O adoçante artificial pode provocar diabetes tipo 2?

DESCOBERTA RECENTE – Esta pesquisa ainda é polêmica e foi conduzida pelo Instituto de Ciência Weitzmann de Israel. Descobriu-se que o consumo frequente de adoçante artificial influencia na capacidade do corpo em regular o açúcar do sangue, criando resistência à insulina e aumentando o risco de diabetes tipo 2.

Foram pesquisadas as  seguintes versões de adoçante artificial: Aspartame, Sacarina e Sucralose.

Links Úteis:

3. O adoçante pode fazer engordar?

MITO – Não é ele que faz engordar, afinal ele tem zero de caloria. O que ocorre é o fato da  língua humana distinguir entre o açúcar e o adoçante, mas o cérebro não reconhece os adoçantes como fonte de dopamina. Assim, o corpo continua querendo comer um doce mesmo depois de usar adoçante. Outra questão é a energia que um doce com açúcar fornece ao organismo. Algo que os adoçantes não fazem.

Então a tendência é que as pessoas sintam necessidade de ingerir alimentos mais calóricos para suprir essa carência.

4. O Stévia é a melhor opção existente para a saúde?

VERDADE – O Stévia é um adoçante natural, extraído da planta Stévia rebaudiana. Não possui contraindicações e estudos sugerem que ele é seguro para hipertensos e diabéticos. Além disso, essa planta é fonte de vitaminas e minerais, fortalece o sistema imunológico e traz energia ao corpo como um açúcar comum. Especialistas recomendam o Stévia como o melhor adoçante no mercado.

5. E o adoçante natural pode provocar diabetes tipo 2?

MITO – O Stévia é seguro até mesmo para mulheres grávidas e crianças. Já em relação à Frutose, adoçante natural extraído das frutas, existe uma polêmica entre especialistas. Ninguém está afirmando que a Frutose provoca diabetes. Não é isso. Porém, há estudos que apontam esse adoçante como envolvido em complicações vasculares, renais e oculares da diabetes. Portanto na dúvida, escolha o Stévia.

adoçante

6. Como não possui contraindicações, posso consumir o Stévia sem limites?

MITO – O uso de adoçantes (naturais ou artificiais) devem respeitar uma quantidade limite de consumo diário. Por isso, ao invés de esguichar o adoçante líquido no suco ou café, procure contar as gotinhas. Não abuse da quantidade ingerida. O limite recomendado pelo FDA (órgão que regula a alimentação e remédios nos EUA) sugere de 4 a 6 pacotes de 1 grama de adoçante em pó ou de 9 a 10 gotas dele em líquido. Também fique de olho no seu consumo indireto se você possui o hábito de ingerir bebidas light ou diet pois elas já possuem adoçante.

7. Todo adoçante pode ser usado para fins culinários?

MITO – O Aspartame não resiste a altas temperaturas. No entanto, todos os outros adoçantes podem ser usados sem problemas.

8. Adoçante provoca gases?

VERDADE – Na fabricação dos adoçantes são utilizadas algumas substâncias que podem provocar desconforto gastrointestinal e formação de gases. Mas isso não é regra. Algumas pessoas são mais sensíveis a isso, outras não.

9. Os adoçantes podem ser um aliado da alimentação saudável?

VERDADE – Os adoçantes devem ser vistos como um aliado da dieta de pessoas que possuam quadro de diabetes ou obesidade. Porém, ele deve ser usado com moderação e em conjunto com outros alimentos saudáveis dos 3 grupos alimentares: carboidratos, proteínas e fibras.

10. Quem é magro e saudável deve usar adoçante para continuar em boa forma?

MITO – Existem 4 opções de açúcar: cristal, orgânico, refinado e mascavo. Caso a pessoa não apresente qualquer problema de sobrepeso ou diabetes, o melhor mesmo é usar o açúcar ao invés dos adoçantes. Mas o consumo do açúcar deve ser com moderação. Do contrário, surgem os riscos para a saúde.

Artigos Relacionados:

Diabetes Tipo 1: O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Diabetes Tipo 2: O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

10 Alimentos para Diabéticos e o Índice Glicêmico

Metformina Para Diabetes Tipo 2 Emagrece?

Remédio Caseiro para Diabetes – 8 Receitas

Sintomas de Diabetes: Tipo 1, Tipo 2 e Gestacional

JUNTE-SE A MAIS DE 5.800 PESSOAS
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do Saúde na Comida e com PRIORIDADE.

Artigos Sugeridos

Desculpe, os comentários deste artigo estão encerrados.

1 Comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.