RECUPERE a SAÚDE

EMAGREÇA com 15 MINUTOS de TREINO em CASA

+ de 40 Mil Pessoas Já Conseguiram

Câncer Saúde da Mulher Viva Sem Doenças

Mamografia Dói? Provoca Câncer? A Verdade da Mamografia

 

Confesso que para meu corpo, a mamografia dói e dói muito. Já conversei com mulheres que achavam a mamografia “um exame como outro qualquer”, mas eu não sou assim. Não acho a mamografia o equivalente a examinar minha garganta, assim como não acho o câncer de mama o equivalente a uma amigdalite.

Para meu consolo, a mamografia dura alguns minutos e o desconforto que o mamógrafo provoca é infinitamente menor a qualquer tratamento contra tumores malignos. Mas essa é minha opinião.

Sei que existem mulheres com várias desculpas para fugir desse exame. A principal delas é a própria dor em si, mas a mamografia é mais que isso.

mamografia snc

Se você tem dúvidas sobre a mamografia ou mesmo se não é fã da ideia de ter seus seios prensados por uma máquina, te convido a ler este artigo até o final.

Afinal, a mamografia é indispensável?

Uma vez vi uma entrevista de uma moça que tinha vencido o câncer de mama. Não me lembro das suas palavras exatas, mas era algo do tipo:

“Quando perdi meu cabelo, fiquei triste. Quando retirei o seio, fiquei arrasada. Mas quando entendi que tudo aquilo era para eu continuar viva, fiquei feliz e tive forças para vencer essa doença”.

Essa história teve um final feliz, mas infelizmente muitas mulheres não têm a mesma experiência. Na verdade, o câncer de mama é uma das principais causas de morte entre as brasileiras e 70% dos casos são descobertos quando já estão em estágio avançado.

mamografia Outubro Rosa

Quando um nódulo tem tamanho inferior a 1 cm, dificilmente ele será sentido através do autoexame de mama, mas a mamografia consegue detectá-lo. Acontece que na fase inicial da doença, o câncer de mama chega a ter 99% de chance de cura.

Então, respondendo à pergunta acima, a mamografia é indispensável sim. Isso por uma única verdade: ela ajuda a salvar vidas.

Uma prova disso foi um estudo conduzido durante 30 anos pelo Departamento de Saúde da Suécia com mais de 133 mil mulheres com idades entre 40 e 74 anos. Essas mulheres pertenciam a 2 cidades diferentes e foram submetidas a exames preventivos de mamografia uma vez ao ano.

mamografia outubro rosa - câncer

Ao final, as mortes por câncer de mama dessas 2 cidades foram comparadas com o restante da Suécia e o resultado foram 30% menos óbitos nesses municípios. Ou seja, a mamografia preventiva detectou a doença a tempo de salvar a vida de mais de 40 mil mulheres.

Mas como existem muitas dúvidas sobre a mamografia, vamos esclarecer as mais comuns.

Preciso fazer mamografia, mesmo sendo jovem?

A recomendação médica é fazer a primeira mamografia a partir dos 40 anos, mas mulheres com histórico familiar de câncer de mama devem iniciar aos 30 anos. A frequência será anual ou semestral de acordo com fatores de risco individuais e o médico irá avaliar isso. A mamografia preventiva (ou mamografia de rastreamento) é tão importante que, no Brasil, existe uma lei (11.664/08) para garantir às mulheres o direito a esse exame pelo SUS.

A radiação da mamografia pode provocar câncer de mama?

Antes de tudo, a mamografia expõe a mulher a doses pequenas de radiação. Além disso, a mamografia evoluiu e, hoje em dia, além do método convencional existe o método digital que reduziu em 75% a radiação do mamógrafo antigo.

mamografia radiação

Ainda assim, isso é só é verdade para quem nasceu com mutação nos genes BRCA1 e BRCA2, ou seja, para 0,1% da população mundial. Os genes BRCA1 e BRCA2 estão presentes em homens e mulheres e cumprem o papel de proteger o corpo contra o aparecimento de tumores. Nas mulheres, eles protegem contra o câncer de mama e ovário e nos homens, contra o câncer de próstata.

No entanto, quando a mulher já nasceu com uma falha nesse gene, a radiação da mamografia é prejudicial ao tecido mamário. Nesses casos específicos, a mamografia é substituída por testes  genéticos para pesquisar mutações.

Mas vale destacar um detalhe: as mulheres com BRCA1 e BRCA2 defeituosos têm 60% de chance de desenvolverem câncer de mama ou ovário em algum momento da vida, isso independente de fazerem ou não a mamografia.

Eu já faço o autoexame. Por que preciso da mamografia?

Porque a eficácia do autoexame é limitada. Nem todo tumor pequeno consegue ser sentido ao toque. Mas a mamografia consegue detectar nódulos e calcificações precocemente.

mamografia autoexame

Não tenho câncer na família e sou saudável. Então não preciso de mamografia?

Um dos fatores de risco ao câncer de mama é justamente uma vida com hábitos pouco saudáveis como sedentarismo, cigarro, álcool e obesidade. Se você já se cuida e tem um histórico familiar sem câncer, ótimo. Mas isso não significa que você deva desprezar seus exames de rotina. Pense na mamografia como parte de um check-up anual. Até porque muitos casos de câncer de mama ocorrem em mulheres sem antecedentes familiares.

Tenho medo do diagnóstico. Prefiro não fazer mamografia?

A mamografia não vai criar a imagem de algo que não existe. E se você tiver algo, não é melhor descobrir rapidamente para ter tempo para se tratar? Não tenha medo do exame. Pense apenas nos benefícios da mamografia para sua vida.

Q48BANNER

alimentos afrodisíacos compartilhe

Artigos Relacionados a Mamografia:

17 Alimentos que Previnem o Câncer de Mama

10 Sintomas do Câncer de Mama

Câncer de Mama: O que é, Sinais, Tipos, Fatores de Risco

Como Fazer o Autoexame da Mama? É 100% Eficaz?

A Evolução no Tratamento do Câncer de Mama

Tudo Sobre o Emagreça com o Dr. Rocha: Tire Suas Dúvidas

JUNTE-SE A MAIS DE 5.800 PESSOAS
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do Saúde na Comida e com PRIORIDADE.

Artigos Sugeridos

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.