RECUPERE a SAÚDE

EMAGREÇA com 15 MINUTOS de TREINO em CASA

+ de 40 Mil Pessoas Já Conseguiram

Câncer Saúde da Mulher Viva Sem Doenças

Câncer de Mama: O que é, Sinais, Tipos, Fatores de Risco

O câncer de mama é o tumor maligno mais comum nas mulheres e uma das principais causas de morte entre as brasileiras. É uma doença grave, mas a boa notícia é que câncer de mama tem cura.

Seguido apenas pelo câncer de pele, o câncer de mama é o tipo de câncer que mais ocorre no mundo, acometendo pessoas de ambos os sexos. No entanto, para cada homem com a doença, 100 mulheres irão desenvolvê-lo.

Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil surgem mais de 52 mil novos casos por ano e justamente por ser tão frequente, o diagnóstico precoce do câncer de mama é fundamental para aumentar as chances de tratamento e cura da doença.

O Outubro Rosa foi criado com esse propósito específico. É uma campanha mundial de conscientização e alerta para que as mulheres saibam a importância da prevenção para evitar e combater o câncer de mama.

Vale dizer que as chances de cura do câncer de mama chegam até a 95% quando o nódulo detectado está no início, com tamanho inferior a 1 centímetro. 

câncer de mama autoexame

Quais são os Sinais do Câncer de Mama?

O sinal mais comum do câncer de mama é a presença de caroços ou nódulos. Mas note que caroços benignos podem ser bastante doloridos e os nódulos malignos, indolores.

Inclusive, com exceção dos estágios mais avançados da doença, o câncer de mama não provoca dor física, o que acaba contribuindo para sua evolução silenciosa e traiçoeira.

Daí a importância do autoexame e da mamografia anual a partir dos 40 anos.

Outros sinais do câncer de mama são:

  • Mudança no tamanho ou no formato do seio,
  • Inchaço significativo ou distorção da pele,
  • Secreção contínua que sai pelo mamilo,
  • Retração da pele da mama ou do mamilo.

câncer de mama flor desenho

Classificação do Câncer de Mama

O câncer de mama se divide em diferentes tipos e subtipos. Essa informação é colhida no diagnóstico e leva em conta 4 critérios básicos: se o tumor é invasivo ou não, se tem receptores hormonais, qual seu tipo histológico e qual o estágio em que o tumor se encontra.

O conjunto dessas informações é usado para definir o tratamento mais adequado para cada paciente com câncer. Veja mais detalhes a seguir.

Tumor invasivo ou não. Tumor não invasivo é chamado in situ e é aquele cujas células cancerosas ficam restritas aos nódulos presentes nas mamas. Já o câncer de mama invasivo ocorre quando a membrana que reveste os nódulos se rompe e as células com câncer se espalham por outras partes do corpo.

Tumor com receptores hormonais. Os receptores hormonais atraem seu hormônio correspondente e fazem com que a célula maligna se divida, agravando o câncer de mama.

Existem 3 receptores hormonais: o do estrógeno, da progesterona e do HER-2. A avaliação imunoistoquímica, também chamada IQH, avalia se o tumor possui ou não esses receptores, mas aproximadamente 70% dos cânceres de mama têm receptores hormonais. 

câncer de mama bolsa sorrindo

Tipos do Câncer de Mama

Tipo histológico do tumor. Define o tipo e subtipo do câncer de mama. Explicando de forma simples é como se cada tumor tivesse um nome  (tipo) e um sobrenome (subtipo). Essa informação define onde está o tumor na mama e qual seu grau de malignidade.

Os tipos mais comuns de câncer de mama são:

  • Carcinoma ductal in situ afeta os ductos da mama, ou seja, os canais que levam o leite. As células cancerosas não ultrapassam a membrana basal e não invadem o estroma. É o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo.
  • Carcinoma ductal invasivo essa é a forma mais comum desta doença maligna, chegando a 85% dos tumores invasivos. Afeta os ductos da mama e se espalha para outros órgãos do corpo por meio dos vasos sanguíneos e linfáticos.
  • Carcinoma lobular in situ sua incidência é baixa. Representando de 2% a 6% dos casos de câncer de mama. Afeta os lóbulos mamários, que são as glândulas onde é produzido o leite. É um câncer que aparece em vários pontos da mama e não tem a capacidade de se espalhar.
  • Carcinoma lobular invasivo é a segunda forma mais comum de câncer de mama Costuma atingir mulheres de 45 a 56 anos, em média. Em lesões mais avançadas, provoca a retração da pele da mama.
  • Doença de Paget representa de 0,7% a 4% dos casos de câncer de mama. Afeta o mamilo e/ou a aréola. Coceira e aumento da sensibilidade são frequentes e seu diagnóstico é feito por microscopia, onde se veem células claras e grandes – as células de Paget.
  • Carcinoma inflamatório também chamado de triplo-negativo, pois não apresenta nenhum dos 3 receptores hormonais. É a forma mais rara e agressiva deste tipo de câncer. Geralmente afeta toda a mama e pode causar vermelhidão, inchaço e lesões sem a presença de nódulos palpáveis.

câncer de mama faixa rosa

Extensão do tumor. De acordo com o estágio ou estadio em que se encontra o câncer de mama, o tumor tem uma extensão. Como seu tamanho aumenta conforme a evolução da doença, quanto mais cedo for o diagnóstico, menores são os tumores com células cancerosas e maiores são as chances de cura do câncer.

O câncer de mama é dividido em 5 estadios que vão de 0 a 4.

  • Estadio zero – pacientes com tumores com menos de 1 cm e a doença está restrita ao local onde começou. Quando diagnosticado nessa fase, as chances de cura chegam a 99%.
  • Estadio um – o tumor tem no máximo 2 cm.
  • Estadio dois – tumor entre 2 e 5 cm de tamanho e ínguas pouco comprometidas nas axilas.
  • Estadio três – tumor acima de 5 cm, com glândulas linfáticas bastante comprometidas e que pode alcançar os músculos e a pele.
  • Estadio quatro – tumor em metástase pelo corpo. O câncer de mama já invadiu ossos, pele, pulmões, fígado etc.

Uma observação importante: no Brasil, 70% dos casos com câncer de mama recebem o diagnóstico nos estadios 3 ou 4. 

Fatores de Risco

Esta doença não tem uma causa única ou isolada. Por isso, seu desenvolvimento é resultado de uma série de fatores de risco. Os principais são:

câncer de mama mulheres

  • Idade devido à exposição ao estrógeno, a partir dos 40 até os 69 anos o risco de câncer de mama aumenta de forma crítica. Uma mulher com 60 anos tem 10 vezes mais chance de ter câncer que uma mulher de 30. E a partir dos 70 anos, o risco é 17 vezes maior.
  • Herança genética o histórico familiar é outro fator de risco importante. Ter a avó, mãe, tia ou irmã com câncer de mama, câncer de ovário ou ambos aumenta as chances deste tipo de câncer em até 3 vezes. Outra característica genética que aumenta em 50% a 85% os riscos de câncer de mama é a presença dos genes BRCA1 e BRCA2. Nesses casos se justifica inclusive a mastectomia preventiva.
  • Menstruação precoce – mulheres que menstruaram antes dos 12 anos têm 4 vezes mais chance de câncer de mama do que aquelas que tiveram a menarca aos 13 anos.
  • Menopausa tardia – mulheres que menstruaram por mais de 40 anos tem o dobro de risco de câncer de mama daquelas que tiveram ciclos menstruais por 30 anos em média.
  • Vida reprodutiva – mulheres que não tiveram filhos têm mais chance de desenvolverem câncer de mama porque tiveram mais ciclos menstruais e também porque não amamentaram. Quando a mulher amamenta, as glândulas mamárias são estimuladas e o corpo diminui a quantidade de estrógeno no organismo.
  • Fatores externos – alimentação desequilibrada, colesterol alto, obesidade, sedentarismo, consumo excessivo de álcool, tabagismo e reposição hormonal. Esses fatores contribuem para o câncer de mama e também aumentam o risco de outras doenças. Adotar um estilo de vida saudável com a prática de atividades físicas pode eliminar esse fator de risco.

benefícios da chia
câncer de mama - compartilhe

Artigos Relacionados:

17 Alimentos que Previnem o Câncer Mama

A Evolução no Tratamento do Câncer Mama

10 Sintomas do Câncer de Mama

Mamografia Dói? Provoca Câncer? A Verdade da Mamografia

Como Fazer o Autoexame da Mama? É 100% Eficaz?

18 Alimentos Ricos em Vitamina A

JUNTE-SE A MAIS DE 5.800 PESSOAS
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do Saúde na Comida e com PRIORIDADE.

Artigos Sugeridos

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.